Em função do Coronavírus (COVID-19), preparamos um plano especial para empresas que foram afetadas financeiramente. Clique aqui e tenha acesso a ferramentas e estratégias inteligentes para captar clientes pela internet sem aumentar despesas.

Em função do Coronavírus (COVID-19), preparamos um plano especial para empresas que foram afetadas financeiramente. Clique aqui e tenha acesso a ferramentas e estratégias inteligentes para captar clientes pela internet sem aumentar despesas.
tudo sobre hub local

Artigo criado pelo CEO da HubLocal, Felipe Caezar, compartilha a experiência de está crescendo mesmo em meio a maior crise da humanidade.

Felipe Caezar – Ceo HubLocal

Você já deve ter ouvido falar no ditado da moda: “todos estamos no mesmo barco”. Entretanto a realidade é que nunca estivemos e alguns deixaram seus barcos a deriva pulando fora em meio a tempestade.

Essa minha analogia é exclusivamente focada na classe empresarial. Não irei adentrar em assuntos mais profundos para tentar colaborar com a solução de pelo menos um problema: como crescer em meio a pandemia.

Quando foi decretado o isolamento horizontal, a primeira semana foi de grande turbulência e sustos na HubLocal, a Startup a qual eu tenho a honra de está liderando como CEO no momento. Tivemos uma queda de 28% no faturamento logo na primeira semana, quando alguns assinantes pediram cancelamento, descontos e outros ficaram inadimplentes.

Gráfico de número de assinantes da HubLocal no início da quarentena.

Poderíamos ter aceitado como um momento de mercado e ali aguardar pelo fim da quarentena, como muitos outros empresários que acompanhamos de perto, mas preferimos buscar uma reação. Como Startup, estávamos acostumados apenas a crescimentos. Vínhamos aumentando o faturamento e o número de assinantes em média 20% ao mês.

Seja qual for a crença até agora, o surto de coronavírus está mudando o paradigma e apresentando desafios sem precedentes a inúmeras empresas, sejam elas tradicionais ou startups.

O teste crucial que se apresenta as empresas é uma pergunta: como você responderá? E não se enganem, os clientes estão prestando atenção a isso!

Algumas empresas simplesmente fecharam suas portas, demitiram ou reduziram os salários dos colaboradores, sem antes pensarem em ações para continuarem subsistindo, acreditando simplesmente no caixa acumulado de meses anteriores, outras fizeram igual a HubLocal, pensaram em como poderiam está se adaptando.

Permita-me parafrasear Charles Darwin nesse momento: vencerão essa crise não aqueles que são maiores ou que tem mais recursos, mas aqueles que melhor se adaptarem.

À medida que a pandemia se espalhou pelo mundo, a vida normal foi adiada para muitas pessoas. No momento, um terço da população global está trancada, segundo algumas estimativas.

Comportamentos típicos de compra estão suspensos, certezas antigas estão sendo destruídas e – o mais importante – muitas têm medo de suas perspectivas futuras.

Foi pensando nisso que analisei alguns insights e consegui reunir algumas premissas básicas:

  • As pessoas estão passando mais tempo em casa. Consequentemente, o uso da internet tem crescido significativamente em diversos países, inclusive no Brasil, onde o smartphone é o equipamento mais usado para acessar a rede, seguido pelo computador de mesa (desktop).

  • A busca por soluções digitais está crescendo. Aulas, reuniões e até exercícios físicos agora estão acontecendo online.

  • A compra de bens duráveis e mais caros (como smartphones) está sendo adiada, principalmente pela geração Z (quem tem entre 16 e 23 anos).

  • Por outro lado, a compra de bens menos duráveis (alimentos, remédios, produtos de higiene) está em alta.

Foi pautado nessas premissas que começamos a desenhar estratégias para atender e se adaptar a cada uma delas, pensando mais em como prestar um serviço a sociedade do que vender produtos. É aí que está foco que toda empresa deveria está tendo nesse momento.

As empresas devem se preocupar mais em como estão ajudando os seus clientes do que vendendo produtos ou serviços para eles.

Elaboramos um conjunto de estratégia pensando mais no nosso papel diante de tudo que está acontecendo do que pensando em tirar o dinheiro do bolso do cliente. Montamos um Report diário do Covid-19 e um Plano de Reação.

Os clientes agora são amplamente favoráveis de algumas mudanças na forma como as empresas negociam seus produtos ou serviços.

Segundo a GlobalWebIndex 83% dos consumidores acham que as marcas devem oferecer flexibilidade nas opções de pagamento, enquanto 81% acham que deveriam oferecer serviços gratuitos para ajudar a contribuir.

Mesmo em circunstâncias normais, os consumidores jamais se oporiam a flexibilidade e serviços gratuitos, porém o mais impressionante é relatar que segundo o estudo mencionado 67% dos consumidores acham que as empresas deveriam focar em criar produtos ou serviços que colaborem na pandemia e 79% acham que as que não estão colaborando deveriam permanecer fechadas.

Essas são mudanças enormes que exigem sacrifício em nome do consumidor. O fato de tantos quererem isso globalmente ilustra em que tipo de situação estamos agora e as empresas que não se adaptarem a essa realidade não conseguirão subsistir no mercado atual.

As ações que pautamos pensando nessas vertentes, nos fez ter uma retomada entre a 2ª e a 3ª semana de isolamento, o qual conseguimos recuperar o nosso patamar anterior.

Nesse momento conseguimos virar o jogo. Anteriormente pensávamos em como reduzir os impactos da crise, agora estamos com previsão de crescimento médio de 20% a 30% ao mês, praticamente o mesmo patamar que tínhamos anteriormente. Notamos que a demanda das empresas por produtos ou serviços que as ajudem a ter mais presença digital aumentou consideravelmente e isso tem nos impactado positivamente.

Felipe Caezar é o CEO da HubLocal, Administrador de Empresas, há mais de 10 anos especialista em otimização de motores de buscas locais (SEO LOCAL).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound